IMG_2308.jpeg
IMG_2275
IMG_2275_edited
IMG_2308_edited
IMG_2297
IMG_2293
IMG_2298
IMG_2308

RAFAELA
COVAS

ACTRIZ

Licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa e mestranda em Artes Performativas pela ESTC (Escola Superior de Teatro e Cinema), Rafaela Covas estreou-se profissionalmente em Portugal no Teatro da Comuna com o espectáculo Inocente Silêncio de Laura Vasconcellos, onde foi protagonista.

No mesmo teatro, estreou, o ano passado, o espectáculo Desculpa, Não Percebi do qual foi co-autora juntamente com Isabel Medina e Diana Costa e Silva. Foi também protagonista do monólogo Sofia de Pedro Saavedra e do musical em inglês Mister Move your Mattress, nos Lisbon Players.

Trabalhou profissionalmente em diversas Companhias de Teatro, em peças de R.W. Fassbinder, Shakespeare, B. Brecht, Almeida Garrett, Gil Vicente, A.R.Gurney entre outros, e integrou o elenco residente da Cia. de Teatro O Sonho, sob encenação de Ruy Pessoa, durante vários anos, onde também foi assistente de encenação e onde, ainda hoje, é coreógrafa.

É criadora do projeto Youtube Fundo Preto, onde se estreou como autora e intérprete de conteúdo performativo on-line. Tem vindo a desenvolver esse trabalho ao longo dos anos e presentemente dirige actrizes portuguesas para interpretarem vários projetos de sua autoria nas redes sociais.

Em Madrid, especializou-se em Cinema, com Alicia Sanchez e Chus Gutiérrez. 

Tem formação e experiência em Dança Clássica e Contemporânea.

Integrou o elenco fixo da novela Alguém Perdeu, com produção da SP Televisão e participou em diversas outras telenovelas, séries televisivas e curtas metragens. Faz também regularmente locuções e dobragens.

É a voz oficial de várias marcas, entre elas Auchan, Huawei e Spidifen.

ALTURA: 1,71m

T-SHIRT: S

CAMISA: M

CASACO: M

VESTIDO: S

CALÇAS: S

SAPATOS: 40

ACTING AGE: 35 - 45 ANOS

SHOWREELS, CLIPES E QUE TAIS

Captura de ecrã 2021-12-06, às 14.59.49.png

BOOK ME!

RAFAELA
COVAS

outros agenciados!

BUZICO Actores redux branco-30.png

You see

things;

"you say why!"

but i dream things that never were

and i say

"why not"

Bernard Shaw